Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Mundo Pela Minha Lente

Página para quem gosta de tudo um pouco, incluindo viagens, fotografia, coisas do dia a dia....

O Mundo Pela Minha Lente

Página para quem gosta de tudo um pouco, incluindo viagens, fotografia, coisas do dia a dia....

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

14
Mar16

361. Este é um post especial

Ainda na continuação deste post, e sentindo-me mais inspirada (foi escrito ontem durante o voo Lisboa-Londres), senti que devia partilhar com vocês esta reflexão. Espero que vos faça sentido e aguardo o vosso feedback! Embora seja um post muito atípico pelo tamanho!

 

A partida



E assim de repente passaram quase dez meses desde a primeira partida que marcou a mudança de rumo da minha vida.
Quando olho para trás parece que foi ontem que o deixei a porta do aeroporto, com um aperto no peito, respirei fundo e fui com o melhor dos meus ares trabalhar nessa manhã de domingo! 
Neste período que passou vivi muita coisa, com intensidade e vitalidade próprias de alguém que sente estar numa procura de se encontrar a si própria. 
A verdade e que existem alturas na vida em que fechamos ciclos e abrimos todo um novo mundo de possibilidades. 
Saliento os últimos seis meses vividos.... Cessei contrato com a instituição onde trabalhei desde o início da minha vida profissional, estagiei em dois locais raros e fantásticos, onde me cruzei com pessoas que algumas delas tenho a certeza que se vão manter muito presentes na minha vida e quem fiquei a adorar do fundo do coração! Reencontrei e aproximei-me de uma pessoa deste contexto que não tinha noção que me iria dar tão bem (sim amigo e colega sabes bem quem és, maluco. Vamos contar até tErês)! 
Neste ciclo de encontros e desencontros, de chegadas e partidas, reconheci pessoas que apesar de longe ficarão muito perto....
Nas últimas semanas andei corri contra o tempo numa perspetiva de fechar o último ciclo: o relatório que me abre portas a ser oficialmente especialista. Ainda não o sou, mas o relatório terminou.
Para celebrar, como qualquer mulher, ou iria comprar roupa nova ou mudaria a imagem (novo post ao final do dia).... E, ao fim de talvez mais de uma decada a usar cabelo mesmo comprido.... Decidi dar um grande corte... Dizem que o modelo se chama Bob, acima dos ombros e com um pouco de cor. Curioso como algo aparecentemente tão simples me deixou cheia de energia e coragem para a minha nova vida!
Neste momento reflexivo não posso deixar de perceber o quanto as vezes corremos na nossa vida e nao nos damos a oportunidade de respirar, relaxar e acima de tudo dizer aos nossos o quanto os amamos. Eles sabem-no muito bem e nos sabemos o quanto somos amados de volta! Mas questiono-me: porque nos custa tanto partilhar o que sentimos? Eu sei que há gestos que valem mil palavras (o quanto me sensibilizou o meu jantar de despedida e o esforço de todos os presentes e ausente.... Nem imaginam!). Então porque não o dizemos? E não e so dos amigos que falo (família que escolhemos) mas também da nossa família que fica tão ou mais angustiada que nós próprios sobre as mudanças!
A verdade e que a vida tem coisas muito engraçadas.... De uma ironia tal que cada vez mais acredito que devemos dar graças e aproveitar cada momento que acordamos e estamos cá a sentir, a amar.... 
Sou nortenha, mudei-me cedo para Lisboa, voltei para o norte e quis o destino que voltasse à capital em 2005. Agradeço a todo o momento pois vivi numa cidade fantástica e encontrei-me com a família por mim adoptada:os meus amigos, mantendo sempre a família de sangue perto, amando ambos com grande intensidade.

Encontro-me no voo a caminho da grande aventura, por mim imaginada há séculos e que se torna real neste momento! Assustador: sim! Mas um mundo de novas possibilidades com a certeza que trago um pouco de cada um, deixando um pouco de mim também! Abençoada com um céu azulão lindo à saída de Lisboa e com uma rota em que sobrevoei toda a cidade numa espécie de até já e com a emoção do meu lado!

Sentirei saudades? Claro ou não fosse uma portuguesinha que apesar de ter muita garra e mau feitio e um coração derretido!


Peco desculpa aqueles com quem não pude estar pessoalmente mas mando um enorme beijo com a certeza que estão no meu coração!


A todos os meus (amigos e família) agradeço-vos o apoio e força e quero que saibam que vão comigo e que vos amo muito! 

Beijo!

PS ao bom estilo da minha grande di, deixo uma frase inspiradora cujo autor não sei quem foi:

"As despedidas não são só finais.... Mas também novos inícios!"

 

semestre.jpg

 

18 comentários

Comentar post